Início > Noticias > Nova gripe deve permanecer por longo tempo, comenta médico

Nova gripe deve permanecer por longo tempo, comenta médico

Quando a nova gripe começou a afetar os humanos a suspeita inicial caiu sobre os suínos como fonte original da infecção. A identificação do genoma do novo vírus (Influenza A H1N1)  confirmou que este continha material genético de vírus Influenza de aves, homens e porcos.

Tudo isso criou o primeiro nome, embora questionado, da nova epidemia que ainda é chamada de gripe suína pelo povo. O fato curioso é que até pouco tempo atrás não se havia identificado o vírus humano em suínos.

Mesmo no México, foco inicial da pandemia, uma fazenda de criação de porcos foi exaustivamente pesquisada sem que se encontrasse porcos infectados.

Os porquinhos e o negócio de criação de suínos sofreram muito com essa confusão inicial. No Egito, por exemplo, em um movimento político mascarado de ação de saúde pública, milhares de porcos foram sacrificados, sem base científica alguma.

A busca por suínos infectados pelo vírus da nova gripe continuou. Atualmente temos confirmações de porcos infectados pelo novo vírus humano no Canadá, Estados Unidos, Noruega, Argentina e Irlanda do Norte.

Esses diagnósticos, inclusive com o relato de que algumas vezes os animais permanecem assintomáticos servem para que mostremos como os vírus da Influenza circulam entre as espécies.

Provavelmente esse vírus que nos assusta desde o meio do ano, fez o caminho inverso, vindo dos porcos para os humanos, no final de 2008 ou início de 2009.

Reservatório
Os vírus Influenza circulam entre aves, homens e porcos, sendo que os suínos funcionam como cadinhos onde os diversos materiais genéticos podem se misturar e daí surgir um novo vírus, como o novo H1N1.

Vamos relembrar pontos importantes: a gripe não se transmite a partir do consumo de carne de porco, cozida adequadamente. O risco maior fica para os funcionários das fazendas de criação de suínos e dos abatedouros, que deverão ser vacinados assim que possível.

A descoberta dos porcos assintomáticos e portadores do vírus anuncia a possibilidade de que o novo vírus talvez tenha encontrado um reservatório animal, já que pode ser transmitido entre os porcos sem causar doença.

Tudo isso pode apontar para o fato de que ainda iremos conviver com o H1N1 por muito tempo.

Categorias:Noticias
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: